Assuntos que caem no Enem 2017

Quais assuntos que caem no Enem 2017? Os estudantes que vão participar das provas no próximo ano precisam ficar por dentro de todas as matérias do Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio. O conteúdo é muito abrangente e, por isso, requer uma preparação longa e detalhada de quem deseja alcançar bons resultados. Ao todo, são 180 questões de múltipla escolha e uma redação de caráter dissertativo-argumentativo, com aplicações no sábado e domingo.

As provas do Enem 2017, assim como vem acontecendo desde 2009, serão divididas em quatro áreas de conhecimento: Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias. Cada uma das áreas conta com 45 questões objetivas, com cinco alternativas cada (A – E).

Quais as matérias do Enem 2017?

Em termos gerais, as matérias do Enem 2017 serão todas aquelas estudadas ao longo dos três anos do ensino médio, divididas entre as áreas de conhecimento da seguinte maneira:

Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia;

Ciências Humanas e suas Tecnologias: Geografia, História, Filosofia, Sociologia e conhecimentos gerais;

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa (Gramática e Interpretação de Texto), Língua Estrangeira Moderna, Literatura, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação;

Matemática e suas Tecnologias: Matemática do ensino médio.

Assuntos que caem no Enem 2017

No primeiro dia de aplicação do Exame (sábado) serão abordadas as 90 questões das duas primeiras áreas de conhecimento, em um tempo máximo de 04h30min. No segundo dia (domingo), serão aplicadas as provas das outras duas áreas de conhecimento, além da redação do Enem 2017. Por isso, o tempo sofrerá um acréscimo de uma hora, contabilizando um total máximo de 05h30min.

Cada matéria terá questões com diferentes níveis de dificuldade: baixo, médio e alto. A correção das provas do Enem 2017 levará em conta tais níveis, além do número de acertos. Quem chutar muitas questões, acertando mais perguntas difíceis do que fáceis, por exemplo, será mais penalizado do que aqueles que apresentarem uma resolução mais consistente, com uma maior quantidade de acertos nas fáceis do que nas difíceis.

Matriz de referência Enem 2017: Quais assuntos serão cobrados nas provas?

O Exame Nacional do Ensino Médio é organizado pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), uma autarquia ligada ao Ministério da Educação (MEC). O Inep, por sua vez, possui um documento conhecido como matriz de referência do Enem 2017, acessível neste link, que descreve os eixos cognitivos das áreas de conhecimento e as competências abordadas em cada uma delas.

Em Linguagens, por exemplo, as competências exigem a aplicação das tecnologias da comunicação e da informática, conhecimento e uso de línguas estrangeiras modernas (inglês e espanhol), compreensão e utilização da linguagem corporal e da arte, análise e interpretação de recursos expressivos das linguagens, compreensão e utilização dos sistemas simbólicos, confronto de opiniões, língua portuguesa como língua materna e impacto das tecnologias da comunicação e da informação na vida pessoal e social.

Na área de Matemática do Enem 2017, serão cobrados números naturais, inteiros, racionais, reais, conhecimento geométrico, grandezas, medidas, variáveis socioeconômicas e técnico-científicas, interpretação de gráficos e tabelas, além de amostras de cálculos e probabilidade.

As áreas de Ciências da Natureza e Ciências Humanas abordam, em geral, conhecimentos sobre as respectivas ciências, variando de química e biologia até história e geografia. Os detalhes de cada uma das áreas são abordados por completo na matriz de referência.

Tema da redação do Enem 2017: como é feita a escolha?

O tema da redação do Enem 2017 será mantido em sigilo total até o momento de aplicação das provas do domingo. Geralmente, a organização escolhe um assunto do cotidiano recente. Desta maneira, é essencial acompanhar os noticiários através da televisão, jornais, rádios, revistas e internet.

Na redação dissertativa, o estudante precisa demonstrar conhecimento sobre o assunto em questão, apontando as causas e consequências dos eventuais problemas abordados. Além disso, é necessário propor soluções e alternativas para a correção do assunto. Por tudo isso, sai na frente dos concorrentes aquele estudante que, além de ficar antenado às notícias cotidianas, pratica o desenvolvimento de dissertações com os assuntos mais relevantes.

Apostila Enem 2017: melhor material de estudos para as provas

Para se preparar da melhor maneira e mandar bem nas provas, é indispensável a escolha de um bom material de estudos. Sabendo disso, desenvolvemos a apostila do Enem 2017, com tudo o que você precisa, abordado de uma forma bem simples e direta todos os assuntos do Exame. Milhares de estudantes de todo o país foram aprovados em processos seletivos de cursos superiores graças ao apoio da apostila. Não perca tempo e adquira logo a sua!

Acompanhe a página do Enem 2017 no facebook e fique por dentro de todas as novidades que compartilhamos!

Enem 2017 pode ser transformado em uma Prova Digital

Enem 2017 pode ser transformado numa prova digital: O Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2017, prova feita por milhões de estudantes a cada ano para ingresso em universidades públicas e particulares, poderá ser transformado em um exame virtual a partir do ano de 2016. O ex-ministro da Educação, Cid Gomes, planejava apresentar à presidente Dilma Rousseff a criação de um sistema que permita a realização do Exame Nacional do Ensino Médio de forma remota, ou seja, um "Enem 2017 online".

Em entrevista à Folha de S.Paulo, o ministro afirmou também ter a intenção de dividir o Enem 2017 em dois dias, proposta apresentada por Fernando Haddad durante a sua gestão. Mas isso só seria possível com o sistema imaginado pelo novo ministro, que permitiria a aplicação de provas completamente diferentes a cada aluno simultaneamente, ao invés de um único modelo a todos, como é feito atualmente.

O ministro afirma que devemos trabalhar com a tecnologia para poder ter o Enem o tempo inteiro, toda hora, todo dia. Podemos ter diversos locais pelos país com computadores e salas seguras. As provas seriam aplicadas em locais previamente credenciados que contem com rede pública, como é o caso das universidades federais.

Banco de Questões do Enem 2017

Exame Nacional do Ensino Médio Enem 2017

Para isso será preciso termos um grande banco de questões. As questões, inclusive, seriam tornadas públicas para consulta prévia. Como haveria milhares delas, não existiria perigo de que os alunos decorem o que vai cair, afirmou Gomes.

Na visão do ministro, empossado no final de 2014, o primeiro passo para isso é fazer um grande edital público para professores apresentarem perguntas para tivermos um banco de questões com mais de 8 mil itens. Não precisa ter cuidado, pode ficar aberto para consulta pública. Pois, o aluno que conseguisse decorar todas poderia ser considerado um gênio.

"O Enem tem que contratar gráfica ultra especializada com 500 câmeras. Tem depois que contratar logística de segurança e distribuição. Depois aplicar tudo no mesmo dia, ter todos os cuidados com vazamento. Eu penso que é muito razoável evoluirmos para um sistema remoto, com salas seguras e vigiadas", disse o então ministro Cid Gomes.

Atualmente o Enem é realizado uma vez por ano com provas presenciais aplicadas em todo o país durante dois dias consecutivos. Em 2014 foram 8,7 milhões de inscritos ao preço de R$ 52 por aluno, o que dá mais de R$450 milhões por edição.

Para mais respostas sobre o Enem 2017 viste o site oficial http://enem.inep.gov.br/. Curta e compartilhe o Enem 2017 no Facebook.

Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio

Ainda falta algum tempo para o Enem 2017. O período de inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2017, um dos maiores testes de conhecimentos do mundo e o maior do Brasil, deverá ser anunciado daqui a dois anos. Inicialmente o Exame era usado pelo Ministério da Educação (MEC) como uma ferramenta para avaliar o aprendizado dos jovens que estavam no último ano do ensino médio, porém hoje o Enem é uma das principais formas utilizadas pelos estudantes para conseguir uma vaga no ensino superior público ou privado.

O Enem 2017 será composto por quatro avaliações (Linguagens e Códigos, Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza) e a prova de redação. São abordados assuntos sobre matérias escolares que o estudante aprendeu durante o ensino médio. É através das notas do Enem que os candidatos conseguem a vaga no ensino superior através de Programas do MEC em parceria com instituições de ensino, democratizando o acesso ao ensino superior no país.

Enem 2017: inscrições, provas, gabarito e resultado

As inscrições para participar do Enem 2017 devem ocorrem entre os meses de abril e maio, e para se inscrever os estudantes e demais pessoas interessadas devem acessar o endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br/. No ato da inscrição os candidatos devem informar um endereço de e-mail, dados pessoais como data de nascimento e número do documento de identidade. Outra informação importante é se o candidato necessita de atendimento especial para realizar as provas do Enem 2017 e também a cidade em que sua prova será aplicada.

Inscrições Enem 2017
Inscrições Enem 2017

É cobrada uma taxa de inscrição de aproximadamente R$68,00 (sessenta e oito reais), exceto nos casos em que o estudante declarar carência socioeconômica ou para os estudantes de escolas públicas que estão concluindo o ensino médio.

As datas, horários e locais em que serão aplicadas as provas do Enem 2017 ainda serão definidos pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira), mas como em edições anteriores as 4 provas de conhecimentos e a prova de redação devem ser aplicadas em dois dias consecutivos.

Provas do Enem 2017

Cada prova do Enem 2017 poderá ainda ser composta por 45 questões de múltipla escolha, caso não haja alterações em seu modelo. No primeiro dia devem ser aplicadas as provas sobre Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da

Natureza e suas Tecnologias. Para o segundo dia ficam as provas sobre Linguagens e códigos, Matemática e a prova de Redação. Vale lembrar que é possível acessar no site do INEP o Guia de Redação do Enem 2017.

Recomenda-se que os candidatos cheguem aos locais onde farão as provas com no mínimo uma hora de antecedência, pois a organização não tolera atrasos e quem se atrasar vai perder as provas.

Após o terceiro dia útil da aplicação das provas, é divulgado o gabarito do Enem 2017. Já a divulgação dos resultados individuais serão informados posteriormente no mesmo site que os candidatos realizaram as inscrições. Para consultar os candidatos devem informar a senha e o número de inscrição do Enem 2017.

Ainda tem dúvidas sobre o Enem 2017? Então visite a página do Enem 2017 no Facebook. Não deixe de curtir e compartilhar. Boa Sorte!